World Travel Guides


Coreia do Sul - Culture


Coreia do Sul Culture

A sociedade coreana está organizada em torno dos princípios do Confucionismo, um sistema ético desenvolvido na China por volta de 500 AC. O Confucionismo tem como pontos fortes a devoção e o respeito, pelos pais, pela família, pelos amigos e pelos que ocupam postos de comando. Confúcio também preconizava a justiça, a paz, a educação, a reforma e o humanitarismo. Muitos coreanos atribuem o êxito notável do seu país, nas últimas décadas, a esta atitude. Actualmente, na sociedade coreana moderna, é nas relações interpessoais que o Confucionismo mais se faz notar. As Cinco Relações regulam o comportamento entre monarca e súbdito, pai e filho, marido e mulher, velho e novo e entre amigos. Se não estiver enquadrado por uma destas relações é porque, na prática, não existe. Muitos dos que se deslocam à Coreia consideram a população local mal-educada: isso não costuma ser verdade. Pode é acontecer que não tenham dado pela sua presença. Mas a partir do momento em que é apresentado a alguém fica abrangido pelas regras da amizade e tudo é mais fácil.

Os sul-coreanos já experimentaram todas as formas de arte existentes. A música tradicional é semelhante à japonesa e à chinesa com destaque para os instrumentos de cordas. As duas principais formas são o chongak, mais instituído, e o minsogak, de cariz mais popular. As danças folclóricas são sobretudo ao som de tambores, o (sungmu, uma dança muito movimentada e animada, em que os participantes trazem tambores ao pescoço), as danças com máscaras chamadas (t'alchum) e as danças a solo (salpuri, que costumam ser improvisadas). A peça mais importante da literatura coreana é o Samguk Yusa, escrito no século XII pelo monge Illyon. A literatura mais recente tem sido marcada por um cunho dissidente, com muitas obras produzidas por estudantes contestatários e por ecologistas de inspiração Taoísta. Os coreanos consideram a sua língua como outra forma de arte, e têm muito orgulho na sua escrita, chamada han'gul.

Outra das áreas em que os sul-coreanos são especialistas é a das artes visuais. A pintura tradicional sofre fortes influências de elementos chineses e caligráficos, sendo a linha do pincel a sua característica mais importante. A maioria das esculturas tradicionais são budistas, e entre elas contam-se estátuas e pagodes, um dos mais belos Budas encontra-se em Sokkuram. Os Xamanistas produzem belíssimos trabalhos de escultura em madeira. Seul apresenta vários parques de escultura artística, onde os escultores contemporâneos expõem os seus trabalhos ao público. Seul é também uma montra de arquitectura moderna e tradicional, incluindo as portas da cidade e o palácio Kyongbokkung que remonta à era Shozun.

A gastronomia coreana assenta no kimch'i - legumes picados misturados com chilli, alho e gengibre, deixados a fermentar. O kimch'i serve de acompanhamento para quase tudo. O prato nacional é o pulgogi, ou carne de vaca grelhada na chama. Tiras de carne de vaca são deixadas marinar em molho de soja, óleo de sésamo, alho e chilli e são cozinhadas na chapa já à mesa. A comida de rua mais popular são as panquecas, entre as quais as p'ajon (panquecas de cebola verde) e as pindaeddok (panquecas com rebentos de feijão e carne de porco). A vida social da Coreia gravita em torno das salas de chá e dos cafés, pelo que, durante a sua estadia, não deve perder a oportunidade de provar os famosos chá de ervas da Coreia. Se quiser provar algo mais forte procure os makkoli jip, versões coreanas dos bares ocidentais.



Hosting by: Linux Hosting
Travel Guides | Guides Site Map | Indian restaurant | Daily deals
© WorldGuides 2019. All Rights Reserved!